sábado, 29 de outubro de 2016

Prezada Depressão, Você Não Vai Vencer


Prezada Depressão,
Você não vai vencer. Às vezes você é ardilosa e parece que está vencendo e às vezes você está mesmo vencendo, mas eu sou conhecida por meus retornos e no final eu vou vencer. Você tenta jogar esses jogos de manipulação, procura isolar a todos e cada um de seus "jogadores", fazendo com que se sintam sozinhos e como se cada um de nós fôssemos os únicos neste jogo malicioso seu. Você não nos engana. Nós nos reunimos todos os dias e existe um poder e uma forte resistência que se forma quando as pessoas se reúnem. Nós não estamos jogando este jogo sozinhos, estamos jogando como uma equipe. E como uma pessoa nesta equipe, que chegou muito perto de desistir deste jogo que chamamos de vida, aqui vai o que eu quero dizer aos meus companheiros de equipe:
Eu estava na ponte, muito perto de ser vencida. A depressão não parava de me dizer: "Você está com tanta dor, isso vai fazer tudo desaparecer. Basta saltar. Você não vai conseguir nada tentando lutar por mais tempo. Você nunca vai ficar melhor. Eu sempre vou voltar. Que vida é essa que você está vivendo? Você é inútil, indigna de ser amada e nunca poderá fazer nada direito. Basta saltar. É essa a hora."
Depressão, você acha que eu não sei reconhecer esses pensamentos?
Isso é você falando comigo, não sou eu!
Você é como uma nuvem que desce sobre o meu cérebro e mascara quem eu sou realmente e esconde os meus pensamentos mais autênticos. Meus verdadeiros pensamentos têm lógica. Seus pensamentos são falsos, mesmo que eu acredite neles em alguns momentos. Eu ainda nem sempre acredito que sou digna, que posso ser amada e capaz de cometer erros, porque isso é o que significa ser humano. Mas estou aprendendo.
Eu não sou você, depressão!
Eu sou muito mais do que você. Eu tenho muito potencial. Eu sou bonita. Eu faço a diferença aqui na Terra. A viagem não é fácil. É terrivelmente difícil e às vezes parece insuportável, mas acreditem em mim, outras pessoas estão cientes de você, outras pessoas sabem quem você é, e por causa dessa conexão que temos vamos lutar com você juntas e, não, deixar você nos vencer.
Mais uma coisa, só porque eu luto com você muitas vezes não significa que eu tenha vergonha de você. Eu não estou envergonhada por você ou por me fazer sentir, às vezes, como se eu fosse louca. Você é uma doença. Você é como qualquer doença física, exceto que as pessoas estigmatizam você, porque eles simplesmente não te entendem. Mas para mim e todos os outros que você faz sofrer está certo, OK.
Nós estamos levando um dia de cada vez.
Atenciosamente,
Michelle, a guerreira




Se você ou alguém que você conhece precisa de ajuda, ligue para o número do CVV: 141 e procure ajuda especializada.



Texto original: Dear Depression, You Will Not Win / By  Michelle Janiak
https://themighty.com/2016/10/a-letter-to-depression-you-will-not-win/



Tradução livre e adaptada



sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Compartilhar problemas e sentimentos não te faz uma pessoa fraca


Eu sinto que há esse enorme equívoco de que compartilhar seus sentimentos e problemas faz de você uma pessoa fraca, e manter tudo guardado te faz forte.
Sinto muito, mas eu tenho que discordar.
Não estou dizendo que se você é alguém que mantém suas emoções e pensamentos só prá você, que você não seja forte. Pelo contrário, eu estou dizendo que não há nada de errado em compartilhar como você se sente. Eu já ouvi isso antes, e eu tenho certeza que você também. As pessoas chegam e dizem coisas como: "Uau, eu nem sabia que você tinha (insira um problema de saúde mental ou física aqui)." Elas acham que dizendo isso para uma pessoa que esconde seus problemas é como se estivessem fazendo um elogio, dizendo o quanto ela é forte.
Agora, não me interpretem mal. Concordo: há muita gente por aí que não compartilha seus sentimentos ou emoções e que são fortes. No entanto, observamos pessoas que compartilham os seus sentimentos e suas lutas e que são fortes, também. Talvez eu esteja errada, mas parece que as pessoas tendem a dar mais crédito para aqueles que guardam para si seus sentimentos do que para aqueles que não o fazem. Eu acho que essa atitude é errada, muito errada e também triste. 
Eu acho que as pessoas precisam saber que o certo é compartilhar seus problemas e sentimentos, porque ao fazê-lo, não estão ajudando somente a si próprios, mas estão ajudando os outros que sofrem e lutam também. Pense nisso!
Ao falar, abrir nosso coração, compartilhar o que passamos, nós informamos aos outros que lutam a mesma luta que eles não estão sozinhos. Especialmente quando se trata de lidar com a saúde mental, compartilhar como se sente é extremamente importante. Já é muito difícil e dura a luta diária para quem é portador de um distúrbio mental, então, ao compartilharmos os nossos sentimentos e lutas, estamos abrindo-nos ao poder de cura e de apoio – de conexão.
Talvez, eu esteja sendo um pouco tendenciosa. Eu sempre fui o tipo de pessoa que fala sobre os próprios problemas (é claro, para aqueles que eu possa confiar). Às vezes, eu sinto que o mundo quer isso e aprecia esta característica, e outras vezes, nem tanto. Há toneladas de pessoas lá fora que, infelizmente, não querem e não sabem ouvir. No entanto, temos de perceber o quanto é importante compartilhar nossos sentimentos e, como eu disse, o quanto é benéfico para nós e os para os outros. Portanto, não tenha medo. Compartilhe seus sentimentos e lutas com aqueles que você confia! Você perceberá que ao compartilhar os seus problemas, sentimentos e emoções, vai conhecer pessoas maravilhosas que também compartilham como se sentem e pessoas que estão dispostos a ajudar de formas e maneiras que você jamais poderia ter imaginado!



Se você ou alguém que você conhece precisa de ajuda, ligue para o número do CVV: 141 e procure ajuda especializada.



Texto original: What We Can't Forget When We Praise People Who Hide Their Feelings /By  B.G.
 https://themighty.com/2016/10/sharing-your-feelings-doesnt-make-you-weak/

Tradução livre e adaptada







sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Por que eu não quero que as pessoas entendam a minha depressão


A depressão é uma doença detestável. Destina-se a te isolar e levar você, emocionalmente, para baixo. Costumo discutir a minha doença com outras pessoas e tentar explicá-la, mas, outro dia, eu percebi uma coisa.
Eu realmente não desejo que ninguém consiga entender o que eu atravesso por sofrer de depressão.
Para entender alguém é preciso saber como ele se sente. Imaginar-se no lugar dessa pessoa. Ter experimentado os mesmos sentimentos em algum momento de sua vida.
Eu não quero que alguém entenda o que só eu sei o que estou sentindo, mesmo quando em uma sala com pessoas que me amam e se importam comigo.
Eu não quero que qualquer um entenda os sentimentos de ódio que tenho por mim mesma, quando sua cabeça fica te repetindo que você não é uma pessoa boa o suficiente e que o mundo seria um lugar bem melhor se você não existisse.
Eu não quero que qualquer um entenda o quanto é horrível ficar em um sofá ou numa cama o dia todo, pensando que deveria me levantar e sair para fazer uma caminhada.
Eu não quero que qualquer um entenda o esgotamento que você sente no final de cada dia. A batalha que você trava para ficar acordada durante todo o dia, todos os dias.        
Eu não quero que qualquer um entenda a sensação de impotência de não ser capaz de ajudar a si mesma.
Eu não quero que qualquer um entenda como é se sentir tão irritada e desanimada, e não ter uma única boa razão a respeito do porque você se sentir assim.
Eu não quero que ninguém entenda o que estou passando, porque eu sei como me sinto, e meu desejo é que ninguém se sinta do mesmo jeito.

Tudo que eu quero, de verdade, tudo que eu quero é a aceitação de que estou fazendo o meu melhor para ficar melhor. E, às vezes, que vou precisar de alguma ajuda e amor enquanto eu estiver passando por isso.


Se você ou alguém que você conhece precisa de ajuda, ligue para o número do CVV: 141 e procure ajuda especializada.


Texto original: Why I Don't Want People to Understand My Depression By Jenny Bromfield
https://themighty.com/2016/10/why-i-dont-want-people-to-understand-my-depression/


Tradução livre e adaptada